sábado, abril 25, 2015

CPI deve ser protocolada na próxima semana na AL

CPI deve ser protocolada na próxima semana na AL (Foto: Daniel Pinto/Arquivo)
É provável que seja protocolada na mesa diretora da Assembleia Legislativa (AL), na próxima semana, o pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação da Celpa.Ontem de manhã, durante uma sessão especial solicitada pelos deputados Celso Sabino (PSDB) e Thiago Araújo (PPS) para discutir os seguidos aumentos no preço da energia elétrica do Estado, realizada no Auditório João Batista, na própria AL, houve um princípio de bate-boca entre os dois com o deputado Carlos Bordalo ( PT), que terminou com Araújo anunciando que daria a 13ª assinatura ao pedido de CPI ao ouvir do petista que o requerimento inicial, apresentado pelo deputado Lélio Costa (PC do B) há algumas semanas, não mais se propunha a discutir a possibilidade de bitributação por parte da distribuidora, e sim cobranças indevidas de ICMS na conta de energia, causas do aumento e descumprimento de Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado em 2010 entre Celpa e Ministério Público. Eraldo Pimenta (PMDB), deve assinar até terça-feira, 28, completando assim o mínimo exigido pelo regimento interno da casa para que o pedido possa ser feito.
As assinaturas colhidas até então vieram de Lélio, Bordalo, Dirceu Ten Caten (PT), Airton Faleiro (PT), Iran Lima (PMDB), Osório Juvenil (PMDB), João Chamon (PMDB), Chicão (PMDB), José Scaff (PMDB), Wanderlan Quaresma (PMDB) Soldado Tércio (PROS) e Luiz Seffer (PP).
SERVIÇOS
A sessão especial, assistida por dezenas de pessoas, incluindo várias do interior que foram reclamar a situação precária dos serviços oferecidos pela distribuidora, dentre cortes indevidos e falhas diversas no fornecimento, foi basicamente um toma-lá-dá-cá dos deputados defendendo a ausência de responsabilidade de suas respectivas bases partidárias na hora de encontrar um responsável para os constantes aumentos sentidos por toda a população na conta de luz. 
Enquanto parlamentares da base governista estadual, que é tucana, defendiam que dentre as dez piores concessionárias de energia do país, seis são estatais, que a privatização não justifica a má qualidade do serviço oferecido, e que todas as perguntas cabem à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por ser a definidora das tarifas; a base oposicionista, aliada ao governo federal, cobrou empenho por parte do governo estadual em diminuir a alíquota de ICMS de 25% - chegando a 33,5% em alguns casos, segundo Bordalo - para 17%.“A tributação da energia elétrica não pode ter alíquota de bebida alcoólica”, defendeu o líder do PMDB, Iran Lima. “Se o governo do Estado fizer esforço, não vai perder, mas apenas deixar de ganhar valores que sequer estão previstos no orçamento”, insistiu. 
Foi em meio a essa discussão sobre implicações tarifárias que Sabino e Bordalo se citaram em seus discursos, um pediu direito de resposta ao outro e Thiago Araújo, ao intervir, declarou que a bitributação por parte da Celpa era “assunto esgotado na casa” e ao ouvir de Lélio que o objetivo da CPI havia se ampliado para a questão do ICMS, anunciou, mesmo sendo da base aliada, que assinaria o pedido.
(Diário do Pará)

Greve dos trabalhadores em educação completa um mês

Neste sábado (25), a greve dos trabalhadores em educação do Estado completa 30 dias sem previsão para acabar. Em entrevista ao jornal O Liberal de hoje, o secretário geral do Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará), Alberto Andrade, disse que a classe decidiu pela permanência do movimento porque o governo do Estado não teria atendido todos os pontos pleiteados na pauta apresentada pelo sindicato. A greve atinge boa parte das 1.054 escolas estaduais, que atendem cerca de 700 mil estudantes.

'Nós temos um acordo judicial da greve de 2013 que foi parcialmente cumprido. Estamos discutindo a questão do plano não apenas para professores e pedagogos, mas para os demais servidores. Outros pontos são a reforma das escolas e o parcelamento do retroativo, para que seja pago ainda este ano', explicou. 'Não há abusividade da greve. Então, qualquer corte seria ilegal nesse período. Nós já preparamos um recurso junto à justiça, mas esperamos que não seja necessário chegar a esse ponto', ressaltou o diretor.

A categoria reivindica calendário de reforma nas escolas, pagamento do piso salarial, reajustado em janeiro em 13,01%; eleições diretas para diretor; aprovação da proposta de PCCR unificado para contemplar a carreira e remuneração dos funcionários que não fazem parte do magistério; cumprimento imediato do PCCR, com enquadramento imediato na progressão horizontal e vertical, bem como os seus respectivos retroativos; aplicação da jornada de 1/3 para hora atividade; concurso público e garantia de desburocratização das bolsas de pós-graduação e lançamento de edital. 


Ontem (25), uma reunião entre as secretárias-adjuntas de Educação e gestores de 40 unidades administrativas da Seduc (Secretaria de Estado de Educação) referentes à Região Metropoltiana de Belém e demais regiões do interior do Estado definiu detalhes do planejamento que resultará na retomada das aulas na rede estadual de ensino. Para garantir as aulas, a Seduc anunciou a contratação de professores temporários para substituir os grevistas. As informações foram publicadas no site da Agência Pará de Notícias. 'Na segunda-feira, todos os alunos já devem estar comparecendo às suas escolas, para retornar às suas atividades, em Belém e interior do Estado', destacou a secretária-adjunta de Ensino Ana Cláudia Hage. (ORMNews)

Indonésia confirma que brasileiro será executado em breve

(Foto: AFP)A família do paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte, condenado à morte na Indonésia por tráfico de drogas, foi informada oficialmente neste sábado (25) de que ele será executado. A data das execuções, que são por fuzilamento, não foi anunciada.

A lei indonésia prevê que os presos sejam informados com 72 horas de antecedência, o que foi feito neste sábado, disse à BBC Brasil Ricky Gunawan, advogado de Gularte.

Assim, as penas poderão ser cumpridas a partir da tarde de terça-feira (horário local). Gularte, de 42 anos, foi preso em julho de 2004 após tentar entrar na Indonésia com 6kg de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Ele foi condenado à morte em 2005.

A família tentava convencer autoridades a reverter a pena após Gularte ter sido diagnosticado com esquizofrenia. Uma equipe médica reavaliou o brasileiro na prisão em março à pedido da Procuradoria Geral indonésia, mas o resultado deste laudo não foi divulgado.

Ele poderá ser o segundo brasileiro a ser executado na Indonésia. Em janeiro, o carioca Marco Archer Cardoso Moreira foi fuzilado após ser condenado à morte por tráfico de drogas.

Autoridades não divulgaram quais presos deverão ser executados. Dez condenados estão no corredor da morte, incluindo cidadãos de Austrália, França e Nigéria. Apenas um é indonésio.

Representantes das embaixadas que representam os estrangeiros foram informados das execuções em reunião com autoridades da Procuradoria Geral em Cilacap, a 400 km de Jacarta, neste sábado.

A cidade fica próxima à prisão de Nusakambangan, onde os condenados estão presos e as sentenças deverão ser cumpridas.

Último recurso
Diplomatas brasileiros em Cilacap se encontrariam com Gularte na prisão ainda neste sábado para informá-lo da execução. O advogado de Gularte disse que entrará com recurso na segunda-feira (27) para tentar reverter a decisão.

"Condenamos fortemente esta decisão. Isto prova que o sistema legal indonésio não protege os direitos humanos. O fato de que um prisioneiro com uma doença mental possa ser executado é mais do que um absurdo", disse.
A mãe de Gularte, Clarisse, está no Brasil e não está claro se viajará à Indonésia, disse o advogado. O presidente indonésio, Joko Widodo, que assumiu em 2014, negou clemência a condenados por tráfico, dizendo o país estão em situação de "emergência" devido às drogas. Em janeiro, seis presos foram executados, inclusive Marco Archer Cardoso Moreira.

Brasil e Noruega convocaram seus embaixadores na Indonésia em protesto e, em fevereiro, a presidente Dilma Rousseff recusou temporariamente as credenciais do novo representante indonésio no Brasil em meio ao impasse com Jacarta diante da iminente execução de Gularte.

O encarregado de negócios da Indonésia no Brasil foi convocado pelo Itamaraty na sexta-feira para discutir a questão diante da iminência do fuzilamento do brasileiro.

Austrália e França alertaram que as relações com o país poderiam ser afetadas se seus cidadãos fossem executados. Grupos de direitos humanos também têm pressionado a Indonésia para cancelar a aplicação das penas.
Mais de 130 presos estão no corredor da morte, 57 por tráfico de drogas, segundo a agência Associated Press.

sexta-feira, abril 24, 2015

Fifa suspende Jobson por quatro anos. Ele desfalca o Botafogo na decisão carioca

Jogador havia sido penalizado por se negar a fazer um exame antidoping enquanto atuava pelo Al-Ittihad, em 2014. Advogado já se mobiliza por efeito suspensivo


Jobson, ‎Al-Ittihad (Foto: Reprodução/Twitter)
Jobson, quando atuava pelo Al-Ittihad,
G1 - O atacante Jobson, do Botafogo, está suspenso do futebol por quatro anos. A punição acontece por ele ter se negado a fazer um exame antidoping enquanto atuava no futebol da Arábia Saudita, em 2014. Sempre existiu a dúvida sobre a validade da pena fora do país árabe, mas nesta sexta-feira a Fifa confirmou que a suspensão é válida em todo mundo.

O Botafogo já foi notificado, e o departamento jurídico está analisando o caso. De acordo com Marcos Motta, advogado do atacante, a decisão da Fifa não causa surpresa, mas as medidas legais já estão sendo tomadas para que o jogador esteja em campo no segundo jogo da final do Campeonato Carioca, diante do Vasco. 
- É uma determinação da Fifa, os métodos adotados na Arábia são até certo ponto questionáveis, mas não nos pegou de surpresa. Ele terá que acatar a decisão da entidade máxima e não vai para o primeiro jogo da final, não tem jeito. Já conversei com o Jobson e ele está ciente. Vamos manejar e entrar com a apelação na semana que vem para conseguir pelo menos um efeito suspensivo. Com certeza vamos impetrar a primeira apelação - disse.
Bichara Netto, que também está cuidando do caso, explicou que o maior obstáculo no momento é conseguir ter acesso ao processo, para que a defesa possa fundamentar a argumentação.
- Nesse caso, o pedido de efeito suspensivo, infelizmente, não é tão rápido como seria aqui no nosso STJD. Nós precisaremos saber como foi feita a fundamentação. Nossa luta é para ver o processo antes do próximo jogo - disse em entrevista à Rádio Globo.
De acordo com o vice-jurídico do Alvinegro, Domingos Fleury, o Botafogo considera a punição exagerada e vai dar todo suporte ao jogador neste momento.
- O Botafogo acha que quatro anos de suspensão é uma punição elevadíssima. Até porque o Jobson já realizou dois exames antidoping desde que voltou ao Botafogo e nada foi constatado. O advogado dele vai defender o caso, e o Botafogo vai dar todo o suporte necessário. A ideia é cancelar ou reduzir a pena, já que uma suspensão de quatro anos encerraria a carreira do Jobson. O advogado dele (Marcos Motta) vai entrar com o pedido de efeito suspensivo na próxima semana. Então, para esse primeiro jogo contra o Vasco, o Jobson está fora. Estamos pensando na Copa do Brasil e no segundo jogo.
Entenda o caso:
Há um ano, Jobson foi notificado de que estaria suspenso por quatro anos por ter se recusado a fazer um exame antidoping no dia 25 de março de 2014, pelo Antidoping da Arábia Saudita. O documento dizia que a suspensão preventiva vale para jogos "internamente e externamente". De acordo com a nota, o jogador se omitiu a realizar o teste e não deu ouvidos aos avisos subsequentes. O Comitê Antidoping afirma ter comunicado, primeiramente, o clube sobre a infração. Depois, o jogador teria sido procurado pessoalmente através de telefone e até mesmo em sua residência, não sendo encontrado. 
Por fim, Jobson teria faltado a duas audiências no Gabinete da Presidência Geral da Juventude e Bem-Estar de Jidá. O comunicado do comitê lembrou que o jogador já teve outros dois problemas com doping, em 2009, testando positivo para o uso de cocaína, o que o deixou afastado dos gramados, primeiramente, por sete meses, e, depois, por mais seis.

Os advogados do atacante, no entanto, sempre afirmaram que o que aconteceu na ocasião foi uma arbitrariedade. A principal tese levantada pelos responsáveis pela defesa de Jobson é de que trata-se de uma espécie de represália, já que o atacante acionou o Al Ittihad na Fifa para receber salários e outros pagamentos devidos. Como o clube tem força na Federação Saudita, teria havido uma suposta articulação para punir o jogador numa situação no mínimo incomum quando se trata de um procedimento antidoping.
Jobson voltou a entrar em campo e reestreou com a camisa do Botafogo apenas no dia 20 de outubro do ano passado, no empate com o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.
Atualmente, o jogador negocia a renovação do contrato com o clube alvinegro.

Casa cheia para a estreia de Trovão e Hay Fay

Primeiro jogo: Trovão Azul 3x2 Genasc
Com casa cheia, a segunda rodada da Copa Ouro marcou a estreia de Trovão Azul, Hay Fay, Madeireira Angelim e Genasc, na noite de ontem.

Na abertura da rodada, pela Copa Estudantil, Gonzaga Barros e Benedito
Correa de Sousa empataram em 3x3.

Trovão Azul e Genasc fizeram o primeiro jogo da Copa Ouro, partida disputadíssima, que foi vencida pelo time azul por 3x2.

O Trovão encontrou um adversário com boa marcação e bom entrosamento, que não se intimidou com o favoritismo do adversário, vendendo muito caro a derrota.

Fechando a rodada, o Hay Fay goleou a Madeireira Angelim por 9x4, em um jogo atípico, no qual os dois principais jogadores foram expulsos; Azul, goleiro da Madeireira Angelim se descontrolou, entrando com força desproporcional em um determinado lance, cometendo pênalti e recebendo cartão vermelho, enquanto Dieguinho foi expulso em uma jogada infantil, inconcebível para um jogador de nível de Seleção Brasileira de futsal, como é seu caso.

O Hay Fay começou pressionando, e durante os primeiros oito minutos de jogo não deixou o adversário respirar. Mas, depois de sofrer o primeiro gol, a Madeireira começou a jogar e a partida ficou equilibrada.

Segundo jogo: Hay Fay 9x4 Madeireira Angelim
O placar avantajado justificou-se pelas circunstâncias da partida, mas, não reflete o nível técnico das duas equipes, pois a Madeireira Angelim mostrou ser um time muito bom, que tem todas as condições de brigar por uma das quatro vagas na fase semifinal.

Uma cena inusitada que aconteceu na noite de ontem envolveu o repórter Carmaguinho, da equipe de esportes da Rádio Tapajoara.

Perto do final do primeiro tempo, um jogador do Hay Fay e outro da Madeireira, em desabalada carreira disputavam uma bola, e não conseguiram diminuir a velocidade.

Eles literalmente atropelaram o repórter, jogando-o de encontro a proteção da quadra de jogo, machucando-o nas costas.

Camarguinho foi atendido, ficando cerca de dez minutos sem condições de continuar fazendo o seu trabalho. Quando voltou, passou o restante da jornada queixando-se de dores em uma das costelas.


O público foi excelente. 3.029 expectadores pagaram ingresso para assistir à rodada, sendo 2.813 adultos e 216 crianças.

quinta-feira, abril 23, 2015

Levy: “Fui ameaçado de morte por não aceitar suborno”

Clauriberto Levy revela a interferência de uma quadrilha que atua dentro do Detran


Educador de trânsito ClauribertoA exoneração do educador de trânsito Clauriberto Levy, do cargo da gerência da 1ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), unidade do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em Santarém, no oeste do Pará, gerou uma série de revelações sobre os problemas enfrentados pelo profissional, dentro do órgão.

Ele revela que sofreu ameaça de morte por não compactuar com a interferência de uma quadrilha que atua manipulando funcionários e cometendo irregularidades no atendimento aos usuários.

Entre os problemas revelados pelo educador estão: aquisição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) feita de forma irregular por membros da quadrilha a alguns usuários do Detran; tentativa de suborno à gerência, além de ameaça de morte, que segundo ele, foi feita através de mensagens ao seu telefone celular, por diversas vezes, mas que nunca foi descoberta a origem por parte das autoridades que investigaram.

Clauriberto Levy recebeu a direção do Detran em Santarém no dia 11 de junho de 2014. O educador desenvolve trabalhos na área de trânsito desde 1982. Levy é um dos idealizadores da educação no trânsito no estado do Pará e já foi funcionário do Detran em Belém.

“Estive por nove meses e onze dias na Ciretran. Na verdade, o Detran em si, está mergulhado por muitos anos, num sistema cheio de vícios e com certos problemas. Durante minha permanência lá, eu procurei levar essa situação, diferenciando e trazendo pontos sérios e não me deixando levar por tentações, por convites e por assédios totalmente na área espúria. Eu fui ameaçado de morte e muito criticado por essas pessoas que queriam se locupletar de situações estranhas”, declarou o educador.

Segundo ele, as características das pessoas que tentam manipular os funcionários do órgão podem ser consideradas, como de uma quadrilha. “Ela (quadrilha) não tem raízes em Santarém, mas em todo o Pará e outros estados. Nós procuramos nos manter íntegros e fazendo as coisas com honestidade. Recebemos muito assédio da parte de determinados políticos, usuários e outros, pra gente fazer a coisa errada e nós não quisemos nos misturar com essas coisas. Nós simplesmente quisemos dar outro perfil para o órgão e muitos gostavam e outros não”, afirma Levy.

Secretário diz que o governo municipal vai mostrar tudo

O secretário de governo, Valfredo Marques, disse ao telejornal Focalizando, que o governo da prefeita Eliene Nunes está à disposição da Câmara Municipal para prestar todos os esclarecimentos e dar todas as informações que forem solicitadas, caso seja instalada a CPI que está prevista par ser apresentada na terça-feira.

Valfredo lamenta que alguns vereadores da base tenham preferido tomar esse caminho, em vez de ter um diálogo direto com o governo, sem precisar que se chegasse a esse ponto.

Ocorre, que a boa vontade que o secretário demonstra em sua declaração à imprensa, não encontra ressonância na prefeita Eliene Nunes.

Uma das razões mais fortes para a insatisfação dos vereadores da base é exatamente a dificuldade que tem para tratar diretamente com a chefe do Poder Executivo.

Hoje tem Hay Fay e Trovão Azul em ação

As equipes quem tem as duas maiores torcidas de futsal em Itaituba, Hay Fay e Trovão Azul, vão entrar em quadra na noite de hoje.

Não vai ser um confronto, pois na primeira partida pela Copa Ouro, o Trovão vai enfrentar o Genasc. Já o Hay Fay vai fazer o que promete ser um dos clássicos da competição atual contra a Madeireira Angelim, que tem tudo para brigar por uma das quatro vagas para a segunda fase.

A expectativa é de casa cheia, porque as duas torcidas deverão ir em peso ao ginásio.

Pelo começo, presume-se que esta vai ser uma das mais equilibradas copas entre todas já realizadas.

MPF e MP/PA em Itaituba atuam juntos pelo direito à educação básica de qualidade

Projeto Ministério Público pela Educação será implementado no município de Itaituba. Um dos principais objetivos é  melhorar a baixa nota no IDEB, que em 2013 foi de 3,8

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MP/PA), em parceria, iniciarão a execução do Projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc) no município de Itaituba.

O Projeto Ministério Público pela Educação tem por objetivos identificar os motivos do baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que no município de Itaituba foi de 3,8, no ano de 2013; acompanhar a execução das políticas públicas na área da educação, bem como a adequada destinação dos recursos públicos; verificar a existência e a efetividade dos conselhos sociais com atuação na área de educação; levar ao conhecimento do cidadão, informações essenciais sobre seu direito a uma educação de qualidade, bem como sobre seu dever em contribuir para que esse serviço seja adequadamente ofertado.

Em linhas gerais, o MPEduc será realizado em três grandes etapas: 1) diagnóstico das condições do serviço de educação ofertado pelas redes públicas de ensino básico; 2) apresentação de medidas corretivas aos gestores públicos; e 3) prestação de contas à sociedade das providências adotadas e dos resultados obtidos.

A primeira fase, portanto, consiste em colher informações sobre diversos aspectos das escolas (como alimentação, transporte, aspectos pedagógicos, inclusão, estrutura física e diretrizes pedagógicas), assim como sobre os próprios conselhos sociais (se cumprem a legislação, se possuem estrutura adequada, se fiscalizam as escolas periodicamente, etc.). Os conselhos abrangidos no projeto são o Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e o Conselho de Acompanhamento e Controle Social, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (CACS-Fundeb).

Essas informações são obtidas de três maneiras diferentes: 1) por meio do preenchimento eletrônico de questionários, disponibilizados no site http://mpeduc.mp.br, a serem respondidos por representantes das escolas e dos conselhos; 2) em audiências públicas com a participação da sociedade; e 3) em visitas a escolas, realizadas por membros do Ministério Público e dos conselhos, além de cidadãos interessados em participar do projeto.

As informações obtidas serão analisadas e convertidas em um diagnóstico da rede escolar. Com base nesse diagnóstico, o Ministério Público adotará as providências que entender necessárias para resolver os problemas de maior impacto. Ao final dos trabalhos, serão promovidas novas audiências públicas para informar à sociedade sobre todas as providências adotadas e os resultados obtidos.

Após a assinatura do termo de adesão entre MPF e MP/PA em Itaituba, houve a apresentação do projeto na sala do Tribunal do Júri no Fórum local, e, dentre outras discussões, estabeleceu-se a meta de se buscar um Ideb 5,0 para o município, bem como foram dadas sugestões de como preparar os alunos para a prova Brasil que irá avaliar o Ideb em novembro de 2015, buscando reforçar o protagonismo juvenil. Sugeriu-se que a discussão de como será a preparação da prova fosse discutida com os alunos.
 
 


Ministério Público do Estado do Pará
Assessoria de Imprensa
www.mppa.mp.br
http://twitter.com/MPEPA
imprensa@mp.pa.gov.br
(91) 4006-3586 / 4006-3487 / 98871-2123
 
 
Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação

Se o governo concluir as obras em andamento, já será bom demais

Assim como já aconteceu em outros municípios considerados polos regionais, no início da próxima semana, uma comitiva do governo do estado, tendo à frente o secretário de planejamento Jose Colares, vai estar aqui em Itaituba para receber as propostas dos municípios dessa região do Tapajós que irão compor o plano plurianual do estado.
A reunião que está marcada para segunda-feira, terá o formato de audiência pública, nome que não soa muito bem aos ouvidos da população, porque quase nada do que é proposto nessas audiências se torna realidade.
Ainda assim é importantíssimo que os representantes dos municípios da região e particularmente de Itaituba, sejam políticos ou sociedade civil organizada marquem presença nesse evento e apresentem as propostas ao plano plurianual do estado.
Como essa região do Tapajós sofre um eterno abandono do governo estadual, talvez essa seja a oportunidade de se apresentar uma agenda ampla contemplando tudo o que o estado nos privou até agora; contudo, penso que o foco das sugestões/reivindicações deve ser mantido nas obras que já estão em andamento.
Esse é o momento de dizermos ao governo que o que mais queremos é a conclusão da estação de tratamento de água da Cosanpa, a conclusão do Hospital Regional do Tapajós e o seu devido funcionamento quando ficar pronto, a continuação do programa asfalto na cidade que só veio para Itaituba por causa da eleição estadual, a recuperação da escola tecnológica e a construção das escolas de ensino médio.
Enquanto essas escolas não ficarem prontas, que o governo crie um programa de compra de vagas para esses estudantes em escolas particulares, nos mesmos moldes do ProUni, isso ajudaria a resolver a situação de milhares de alunos que não conseguem estudar por falta de escola.  
Já na área da saúde, o município deveria propor uma parceria com o estado para viabilizar o funcionamento da UPA que está pronta há muito tempo, mas não tem previsão para começar a atender a população.
Se essas propostas forem encaixadas no PPA e o governo se comprometer com suas execuções, com certeza isso será uma grande conquista para a sociedade itaitubense.

Jornalista Weliton Lima, comentário veiculado no telejornal Focalizando de quinta-feira, 23/04/2015 

Audiência Pública do PPA em Itaituba

A elaboração da principal ferramenta de planejamento do estado, o Plano Plurianual (PPA), que dispõe sobre as diretrizes que nortearão a ação governamental, os investimentos estruturantes e as ações estratégicas para o período 2016-2019, será feita com ampla participação da sociedade civil durante as Audiências Públicas (APs) a serem realizadas nas regiões de integração do Estado do Pará.

Com a coordenação da Secretaria de Planejamento e presença de dirigentes e técnicos do Governo do Estado serão realizadas 11 APs com participação dos segmentos representativos de cada Região de Integração, entre abril e maio, para ​recebe​r sugestões, reivindicações e proposições que subsidiarão o PPA.​
​​
A próxima audiência pública será realizada em Itaituba na próxima terça-feira (28/4) pela manhã, e a participação dos municípios de Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Trairão é indispensável. O PPA é uma continuidade do esforço do Estado em conjunto com a sociedade, para reduzir a pobreza e a desigualdade por meio da implantação de programas, projetos e ações que atendam aos anseios da população paraense.

Serviço:
Audiência Pública do PPA em Itaituba
Dia 28 de abril de 2015
A partir das 8h30
Local:  Faculdade de Itaituba/ FAI – Av. Fernando Guilhon, 895
Bairro: Jardim das Araras

Ascom/Seplan

Enviado para o blog pelo jornalista Weliton Lima

Prefeita não recebe vereadores descontentes em grupo; só um por um

O blog foi informado na manhã de hoje, na Câmara Municipal, que o vereador Orismar Gomes (PPS), foi expurgado da base aliada pela própria prefeita Eliene Nunes (PSD), insatisfeita com a maneira como o vereador se comporta, fazendo algumas críticas pontuais de vez em quando.

Segundo nossa fonte, essa foi a razão pela qual três outros vereadores, Isaac Dias (PSB), Wescley Tomaz (PSC) e Iamax Prado (PMN) se solidarizarem-se com o colega de parlamento, junta-se aos edis de oposição para assinar o pedido de CPI.

Outra informação que chegou até nossa redação foi de que os quatro pediram um encontro com a prefeita, que respondeu que não conversa com grupo. Aceita receber um por um.

Pelo jeito de agir, Eliene, ou não ouve ninguém, como faz tempo que se propala, ou faz uma leitura completamente equivocada de sua situação política, que é nada boa.


No momento, se alguém está em desvantagem nesse cabo de guerra, esse alguém é ela. Sua intransigência só piora as coisas para o seu lado.

Banpará vai inaugurá nova agência na segunda

A Cidade Alta vai contar, a partir da próxima segunda-feira, com uma agência bancária à sua disposição.

O Banpará vai inaugurar sua segunda agência no município, atendendo a um antigo pedido da população desse setor da cidade.

Sobretudo os comerciantes da Cidade Alta vem pedindo uma agência bancária faz muito tempo.

Como já existem duas autorizadas da Caixa nesse setor, aguarda-se a autorização para que a agência dos Correios da Bela Vista possa começar a operar como correspondente bancário do Banco do Brasil, o que vai melhorar bastante esse tipo de atendimento.

Após paralisação, reforma do Colosso do Tapajós é retomada

Foto: Antonio Silva / Agência ParáO Colosso do Tapajós, em Santarém, voltou a ser ocupado por máquinas e operários da construção civil. As obras de reforma do local foram retomadas após seis meses de paralisação. O lugar foi utilizado como sede das partidas do Tapajós e do São Francisco no campeonato paraense de 2015.

Demanda antiga da população, o projeto do novo estádio segue as normas mais modernas exigidas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). O novo estádio terá dois níveis de arquibancadas com cadeiras numeradas e a capacidade de público ampliada de doze mil para 25 mil lugares. Além disso, também haverá tribuna de honra, cabines de TV e será implantado um amplo parque para estacionamento. 

A primeira etapa da obra, iniciada em fevereiro de 2013, foi orçada em mais de R$ 18 milhões e previa a recuperação de toda a parte estrutural do estádio, incluindo novas fundações, cobertura e a reforma completa das estruturas elétrica, hidráulica e sanitária.

Fonte: Agência Pará

Isso é que é político que trata de assuntos de interesse do povo: Termos "baitola" e "cabaço" podem virar patrimônio

Termos
Parece piada, mas um deputado estadual do Amazonas apresentou um projeto que propõe transformar palavras como "piroca", "cabaço", "baitola", "pinguelo" e "xibiu" em patrimônio imaterial do Estado.

Membro da bancada evangélica em seu quarto mandato, Wanderley Dallas (foto) listou os termos junto a dezenas de outros, como "cabeça dura", copiados do livro "Amazonês", do acadêmico Sérgio Freire, que pesquisa a linguagem da região.
Embora seja de 2012, o projeto de lei só começou a tramitar em comissões da Casa este ano. No texto, ao lado de cada tópico, segue uma explicação, como: "Cabaço, O hímen. 'Essa aí tem cara de que já perdeu o cabaço'."
Após enfrentar críticas, o político voltou atrás e disse que retirará palavrões do projeto, mas atacou os colegas. "É um grupo de deputados que se constrange com a palavra 'cabaço', mas usa de boca cheia em qualquer local", disse.
A necessidade de analisar a viabilidade jurídica do projeto irritou o presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), Orlando Cidade que o considera "sem a menor consistência". "Ele (Dallas) já tentou transformar em patrimônio até a festa do repolho. Tem muito deputado que faz isso. Aí depois põe um outdoor dizendo que é o que mais apresentou projeto", disse.
Além do repolho, ele já tentou transformar em patrimônio as festas do Boto, do Pirarucu e da Soltura dos Quelônios. Um deputado no Amazonas ganha pouco mais de R$ 25 mil por mês.
Veja outras expressões que fazem parte do projeto de lei, listadas pelo deputado:
Bagaceira: noitada
Baiacu: pessoa gorda
Baitola: homossexual
Cabaço: hímen. "Essa aí tem cara de que já perdeu o cabaço"
Cabaçuda: mulher virgem
Cunhantã: garota. "Quem é essa cunhantã?"
Cunhã-poranga: mulher bonita. Parte do imaginário do boi-bumbá de parintins
Pinguelo: órgão sexual feminino.
Piroca: pênis
Xibiu: vagina
(DOL, com informações da Folha de S. Paulo)

quarta-feira, abril 22, 2015

Sem sessão, apresentação de pedido de CPI contra a prefeita ficou para semana que vem

 Os vereadores de Itaituba, em sua maioria, estavam reunidos em uma sala da Câmara Municipal discutindo a apresentação de um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Às 9:15, no limite da tolerância, o presidente João Bastos Rodrigues (PP) abriu a sessão, que seria a única desta semana. Como apenas quatro vereadores estavam no plenário, (Cebola, Maria Pretinha, Dadinho e Toínho Piloto) ele abriu os trabalhos, foi feita a chamada pela secretária e depois deu por encerrada às 9:20.

Do ponto de vista do cumprimento do horário, Cebola agiu corretamente e os demais edis não tem o direito de reclamar dele. Mas, juntou-se a fome com a vontade de comer, pois se a sessão acontecesse, ela teria tudo para ser muito complicada para o governo municipal. Então, Como os quatro vereadores que estavam no plenário são da base do governo, nada melhor do que dar por encerrados prematuramente os trabalhos.

Quando os primeiros vereadores que participavam da reunião fechada desceram, a sessão já havia sido encerrada.

Em conversa com o vereador João Paulo (PT), ele informou que o pedido deverá ser apresentado na próxima terça-feira, mas, demonstrou preocupação com a relutância de alguns vereadores da base que haviam dito que assinariam o pedido de CPI, pois houve entre eles quem dissesse que era preciso analisar melhor a situação.

A oposição está determinada a entrar com o pedido para apurar denúncias de desvios de recursos do FUNDEB feitos pelo vereador Peninha (PMDB).

Apesar disso, o pedido de CPI tem tudo para ser apresentado terça-feira que vem.

João Paulo disse ao blog, que além das denúncias já relatadas pelo vereador Peninha, há outras questões envolvendo a verba do FUNDEB que terão que ser apuradas, como a utilização de empresas criadas para prestar serviços à Secretaria de Educação de Itaituba, cujos endereços são residências, empresas essas que não tem folha de pagamento.

Para o vereador Manoel Diniz, a administração da prefeita Eliene Nunes perdeu completamente o rumo. Sua preocupação aumenta na medida em que não vê ações do governo municipal no sentido de mudar a situação, que é muito ruim para o município como um todo.

A denúncia do vereador Peninha ganhou grande repercussão, porque além de ter sido feita da tribuna da Câmara, foi publicada em seu blog e no jornal O Impacto, de Santarém. Este blog reproduz uma parte do texto publicado.

Na sua escalada de investigação, Peninha localizou até a casa dos pais do Secretario de Administração, Francisco Erisvan Bezerra, como endereço de uma firma que presta serviço ao município. Trata-se da firma ODAVIAS FERNANDES DA SILVA-ME, inscrita no CNPJ/MF nº 34.921.445/0001-07.

A referida firma, segundo o espelho da inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, consta o endereço da empresa na Avenida Maranhão(13ª) nº 419. Na prefeitura este imóvel está em nome de Antônio Gomes Veras. Esta empresa foi contratada pelo valor de R$ 1.192.100,00 para prestação de serviços de manutenção elétrica e hidráulica para atender as demandas das secretarias e fundos do município de Itaituba.

Na prestação de contas do município de Itaituba de 2014, consta apenas 13 pagamentos, no valor de R$ 222.558,92 para a empresa ODAVIAS FERNANDES DA SILVA. Todo este pagamento, alega Peninha foi feito com dinheiro do FUNDEB pelos possíveis serviços prestados nas escolas municipais. Só no período de 10 a 22 de Dezembro de 2014, foram efetuados cinco pagamentos no valor de R$ 111.538,00.

Essas denúncias motivaram o vereador Peninha a articular a apresentação do pedido de CPI, que conta com a simpatia de alguns vereadores da base aliada, descontentes com o tratamento que recebem do governo e diretamente da prefeita, com quem tem até dificuldades para conversar ou para serem recebidos.

Resta saber até onde vai essa insatisfação, ou até onde chega a incompetência do governo de se mobilizar para desarticular esse movimento da oposição.

Até agora a articulação política da prefeita Eliene tem sido praticamente nula.


O Desgoverno de Todos passa por um momento crítico e por uma prova de fogo. Se mostrar capacidade para sair dessa, poderá renovar as esperanças daqueles que fazem parte do “status quo”.

Copa Ouro: Primeira rodada foi rica em gols

Climafrio 3x3 Gato Preto
As redes balançaram 19 vezes na primeira rodada da Copa Ouro, ontem à noite.

Abrindo a rodada, o campeão da Copa Ouro passada, o Climafrio começou bem, fez 3x0 sobre o Gato Preto, mas, quando parecia que estava tudo decidido veio a reação.

O Gato Preto, depois de ter sido dominado durante todo o primeiro tempo, reagiu na etapa final chegando ao empate, com grande chance de vencer a partida.

Rafael, goleiro do Climafrio foi o grande destaque da partida, fazendo grandes defesas e sendo o responsável por seu time não ter sido derrotado.

Na partida de fundo houve um massacre da Manauara. 

A Manauara 10 GM Boteco do Fabão 3.

A Manauara 10x3 GM Boteco do Fabão
Poderia ter sido bem mais, se o treinador Jean Carioca não poupasse seus principais jogadores em boa parte do jogo.

Além da desvantagem técnica e no placar, o time GM Boteco do Fabão ainda se deu ao luxo de desperdiçar duas penalidades máximas, o que diminuiria consideravelmente o tamanho do vexame na estreia.

Bom público foi ao ginásio. Amanhã tem mais, com Hay Fay e Trovão em ação.

O Hay Fay enfrenta o forte time da Madeireira Angelim, enquanto o Trovão Azul joga contra o Genasc.

terça-feira, abril 21, 2015

Inmet confirma tornado em Xanxerê, no Oeste catarinense

Fortes ventos deixaram rastro de destruição em Xanxerê (Foto: Reprodução/RBS TV)G1 - O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmou na manhã desta terça-feira (21) que Xanxerê, no Oeste catarinense, foi atingida por um tornado no final da tarde de segunda (20).Duas pessoas morreram, 120 ficaram feridas e aproximadamente mil pessoas ficaram desabrigadas, conforme o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar da cidade. Pelo menos 2,6 mil casas foram danificadas e cerca de 200 mil unidades consumidoras ficaram sem luz na região devido à queda de cinco torres de transmissão de energia.

Os ventos que formaram o tornado podem ter variado de 100km/h até 330km/h por volta das 15h, horário do fenômeno, conforme o Inmet. Há uma estação meteorológica do instituto na cidade que marcou  ventos de 84 km/h no horário. Entretanto, a estação fica longe dos bairros onde ocorreu o tornado. Ela  não registrou a velocidade dos ventos que formaram o fenômeno.
“Pelas características dos estragos e pela intensidade dos ventos, definimos a classificação do tornado. Este deve ficar entre F2 e F3, pelas imagens disponíveis”, disse Mamedes Luiz Melo, meteorologista do Inmet Brasília.
A escala de classificação de tornados começa em 65 km/h e chega a mais de 500 km/h. O F0 é o mais fraco e o F5 é considerado o mais forte. O fenômeno de Xanxerê foi classificado com danos de fortes a severos pelo Inmet.
Ao menos cinco torres de energia, que suportariam ventos de até 200 km/h, desabaram. Na cidade, muitos carros foram virados com o fenômeno, capotando lateralmente, o que também indicaria a característica cíclica dos ventos.

Pesquisador é retirado de voo após brincadeira no Twitter

United Airlines afirmou que confia na segurança de seu sistema  - Toshifumi Kitamura / AFPO Globo — Um pesquisador americano foi retirado de um voo da United Airlines após uma brincadeira no Twitter. Chris Roberts que ia do Colorado para São Francisco para participar de uma conferência sobre segurança escreveu no microblog que seria capaz de acessar o sistema do avião e fazer com que máscaras de oxigênio caíssem a bordo. 

Após retirar Roberts— que é fundador da empresa One World Labs, que atua identificando vulnerabilidade de sistemas de tecnologia da informação e alertando companhias para que se protejam— da aeronave, a United Airlines afirmou que confiava que os sistemas de voo não poderiam ser acessados por meio das técnicas descritas. 

Ao ser questionada sobre o motivo de ter retirado o passageiro do voo se ele não representava riscos, a companhia aérea afirmou que tomou a decisão “porque o Sr. Roberts fez comentários sobre ter adulterado o equipamento de voo, o que é uma violação à política da companhia e algo com o que os clientes e a tripulação não devem lidar.” A empresa afirmou ainda que irá enviar uma carta ao passageiro para explicar os motivos pelo qual foi proibido de voar. 

Roberts já havia sido retirado de outro voo por um motivo semelhante na semana anterior. Na ocasião, o pesquisador foi interrogado pelo FBI durante quatro horas e teve seu computador apreendido. O advogado da Electronic Frontier Foundation (EFF), organização que promove campanhas por mais transparência online e que defende Roberts, afirmou que já está tentando recuperar o equipamento. Antes de ser recorrentemente retirado de voos, o pesquisador chegou a conceder entrevistas à imprensa sobre as vulnerabilidades dos sistemas aéreos. A EFF criticou a decisão da United Airlines:

“ É decepcionante que a United se recuse a permitir a permanência dele a bordo e nos esperamos que a companhia entenda que pesquisadores de segurança de informática são aliados vitais e não uma ameaça”

segunda-feira, abril 20, 2015

Estrada de Barreiras: empresários fazem o trabalho que a prefeitura não faz

Passando pela Estrada de Barrieras, deparei com uma patrol dando manutenção na estrada, que está quase sem condições de trafegabilidade em alguns pontos críticos.
Esse serviços sendo executado por um grupo de empresários, um com a máquina e outros com óleo.
Segundo eles, tem uma previsão de fazer aproximadamente 40 km de inicio.



Fonte: Davi Menezes (Facebook)

Empresários vão dar o óleo diesel para asfalta estrada do BIS

Ficou acordado entre a prefeitura e os empresários donos de postos de combustíveis que participaram da negociação para desobstrução da Estrada do 53º BIS, que eles vão dar o óleo diesel necessário para a execução da obra de pavimentação asfáltica da via.

Somente três estavam presente, mas, todos os empresários que utilizam a estrada para transporte de combustíveis serão procurados.

Cada um deverá contribuir com uma quantidade relativa ao tamanho do seu empreendimento. Quem vende mais deverá colaborar com uma quantidade maior.

A prefeita Eliene Nunes pediu aos empresários 100 mil litros de óleo diesel para fazer o trabalho.

Se cada um fizer sua parte, não vai ficar pesado para ninguém.

Todos deverão entrar no rateio, inclusive os que vem de Trairão e Novo Progresso para abastecer nas bases que ficam na Estrada do BIS.

Leitora do blog e ouvinte da Alternativa gostou do programa O Assunto É Este de sábado

Esse programa sim, é um programa jornalístico que diz o que tem de ser dito, não aqueles que só dizem aquilo que agrada alguém.

Parabéns, estamos precisando de mais uma dúzia de pessoas iguais a você, n
esse momento tão difícil que estamos  passando e que grande parte da imprensa está se calando...Será que é por amor REAL?


Mara Blam

MPF pede prisão do ex-prefeito de Belém Duciomar Costa

Prefeitura não comprovou aplicação de mais de R$ 600 mil em sistema de esgoto na ilha do Mosqueiro

Resultado de imagem para foto de duciomar costaO Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-prefeito de Belém Duciomar Gomes da Costa, o ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Belém (SAAEB) Raul Meireles do Vale e cinco empresários pelo desvio de R$ 607 mil em recursos federais. Encaminhada à Justiça Federal na última quinta-feira, 16 de abril, a denúncia pede que os acusados sejam condenados a pena de dois a doze anos de reclusão.

Segundo a ação, assinada pela procuradora da República Meliza Alves Barbosa Pessoa, as irregularidades foram encontradas em convênio assinado em 2004 entre a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e o município de Belém. O convênio previa a implantação de sistema de coleta e bombeamento de esgoto sanitário da área do Pantanal, localizada no distrito de Mosqueiro, na capital paraense.

A construtora Arteplan foi contratada pela prefeitura em 2005. Em 2006, a Funasa encaminhou os recursos, mas o então prefeito prestou contas de forma incompleta. Não foram encaminhados todos os documentos exigidos pela Funasa, principalmente os relacionados ao cronograma do projeto e ao processo de licitação para contratação da construtora.

Além disso, em 2007 uma vistoria da Funasa constatou que a obra tinha sido paralisada. Apenas 30,99% do serviço foi realizado.

A Funasa, então, não aprovou as contas apresentadas pela prefeitura de Belém. Duciomar Costa chegou a apresentar os documentos faltantes, mas um parecer definitivo da Funasa voltou a considerar irregular a prestação de contas, tendo em vista a paralisação da obra e o baixo percentual de sua execução.

“Conclui-se que os recursos repassados pela Funasa à prefeitura municipal de Belém, conquanto integralmente sacados da conta bancária pertencente à municipalidade a pretexto da execução do objeto conveniado, não foram empregados na implantação do sistema de esgoto, já que menos de um terço da obra foi realizada e dado o estado de abandono verificado 'in loco'”, critica a procuradora da República na ação.

A prefeitura chegou a devolver à Funasa o valor dos recursos desviados. No entanto, para o MPF essa devolução só teria sido válida se os recursos devolvidos fossem dos acusados, e não dos cofres da prefeitura. “Dita devolução, entretanto, operada com dinheiro proveniente dos cofres públicos municipais, às custas da prefeitura de Belém, não tem o condão de descaracterizar o crime do art. 1º, inciso I do Decreto-Lei nº 201/67, uma vez que o tipo penal tutela a moralidade administrativa no exercício da função pública de prefeito, punindo a conduta de desvio, independentemente de seu resultado”, diz o MPF.

Além da denúncia criminal ajuizada na quinta-feira, em 2009 o MPF já havia entrado na Justiça com ação por improbidade administrativa contra Duciomar Costa devido à não conclusão das obras de esgotamento sanitário no Mosqueiro. Na sentença do caso, publicada em 2013, a Justiça Federal suspendeu os direitos políticos do ex-prefeito por cinco anos aplicou multa de R$ 50 mil. Costa recorreu contra a decisão no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, e aguarda novo julgamento.

Fonte: Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação

-------------------------------------------------------------------
Comentário do blog: O MPF não brinca em serviço. O que deve existir de ex-prefeito em situação parecida com a de Duciomar, não é brincadeira. Muita gente ainda vai ser alcançada até a eleição que vem. E é bom que seja, pois alguém tem que trabalhar para estancar a sangria dos cofres públicos.